Move Ceará encontra setor produtivo da Serra da Ibiapaba

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Move Ceará esteve em Guaraciaba do Norte na última quarta, 4, para mais um encontro regional do projeto pelas macrorregiões do Estado. Iniciativa da Assembleia Legislativa e da TrendsCE, o encontro aconteceu no auditório do Sindicato de Trabalhadores Rurais da cidade e reuniu representações dos setores produtivos do Agronegócio e Agricultura Familiar e de Turismo e Logística da Serra da Ibiapaba. Os principais gargalos ligados à comercialização dos produtos locais e a expansão da rota turística em municípios da macrorregião foram algumas das principais demandas levantadas pelos setores ouvidos.

Mariana Chaves, coordenadora do projeto, salientou que a macrorregião da Serra da Ibiapaba, formada por nove municípios, tem destaque na produção agrícola, sobretudo como polo de frutas e agricultura. “O nosso objetivo, com esse projeto, é colher o máximo de demandas regionais possíveis para conseguir alavancar a economia do Ceará”, pontuou a coordenadora. “Estamos viajando para 14 macrorregiões cearenses, para escutar e saber o que cada região está precisando e como podemos ajudar enquanto poder público”, explicou.

Luiza Martins, secretária executiva do Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia, complementou que o papel do Poder Legislativo estadual no projeto Move Ceará é visitar as macrorregiões do Estado e fazer uma escuta ativa dos atores da cadeia produtiva cearense, a partir da seleção das áreas prioritárias de cada localidade.

“É muito importante que a Assembleia colha essas demandas regionais, para depois fazer o levantamento e os estudos sobre o que fazer com as nossas potencialidades”, considerou o prefeito de Guaraciaba do Norte, Adail Machado.

“Nós vivemos da agricultura na Serra da Ibiapaba, e especialmente em Guaraciaba do Norte. A gente tem o privilégio de ser o maior produtor de tomate e abacate do Ceará. Nós temos uma agricultura sustentável, com tecnologia, mas temos um grande gargalo na comercialização”, explicou o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Guaraciaba do Norte, Jair Boto Cruz. Para o secretário, o ideal seria que o próprio produtor distribuísse os seus produtos para os locais de comercialização, uma vez que a presença de atravessadores nesse processo tem afetado a renda dos produtores. 

Domingos Onofre, Secretário de Agricultura e Desenvolvimento Econômico do município de Croatá,ressaltou que uma das principais carências do município no setor é a carência de assistência técnica. “Nós precisamos preparar os nossos agricultores para que possam ter uma produção melhor e uma produtividade maior”, pontuou o secretário.

O secretário de Cultura e Turismo do mesmo município, Daniel Carvalho, destacou que Croatá é uma cidade que ainda apresenta um potencial muito grande para se desenvolver mais como pólo turístico na Serra da Ibiapaba. Ele acrescentou que ainda são necessários mais investimentos para o setor.

“Nós precisamos de investidores que acreditem em cidades que não são tão fortes no turismo, pois temos a perspectiva de que logo a nossa área cultural e turística vai ser alavancada, recebendo investimentos para desenvolver a cidade de Croatá”, concluiu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.