O protagonismo da Economia do Mar no Litoral Norte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Com base em um levantamento feito pelo Núcleo de Economia/FIEC com dados a partir da RAIS – 2015, o Ceará possui o 8º maior contingente de trabalhadores no setor de Economia do Mar, o que corresponde a 3,7% do total brasileiro. No estado, o município de Acaraú ocupa a terceira posição em relação à concentração de empregos formais no setor, com 12,2%, seguido de Camocim, com participação de 6%

Os dois municípios integram a macrorregião do Litoral Norte, que será tema da próxima edição do Move Ceará, cuja agenda prevê o diálogo com o setor produtivo da Economia do Mar para pensar em ações de desenvolvimento de curto prazo para a macrorregião. 

O município de Acaraú também se destaca no ranking de matrículas em cursos técnicos do setor, com 193 matrículas em cursos profissionalizantes voltados para a área, de acordo com dados do Núcleo de Economia/FIEC a partir de dados do Censo da Educação Básica 2015 – INEP. 

O Instituto Federal de Educação (IFCE) – Campus Acaraú, por exemplo, tem oportunizado a formação de recursos humanos na área aquaviária por meio de cursos de formação inicial e continuada de Pescador Profissional Especializado (PEP). A formação é vinculada à teia da Extensão da unidade, é fruto de parceria do Instituto com a Marinha do Brasil. O Instituto ainda conta com cursos técnicos de Pesca e Aquicultura, que anualmente formam novos profissionais na área. 

Terminal Pesqueiro de Camocim

A cidade de Camocim, na macrorregião Litoral Norte, terá um terminal destinado a atividades pesqueiras nos próximos anos. Com 6.542,44m² de área total, o equipamento tem investimento previsto de R$ 15 milhões em 20 anos de contrato e será concedido à iniciativa privada.

A estrutura deve atender às necessidades básicas do setor produtivo de pesca e foi pensada para abrigar áreas de comercialização, armazenagem, câmaras frigoríficas, manuseio e triagem de pescado, fábrica de gelo, reservatório para 300 mil litros de água, combustível, auditório e vestiários, além de área para ampliação do cais e da estação de efluentes.

Apontado como o principal pólo na região, o terminal pesqueiro em Camocim vem gerando grande expectativa entre os empresários do setor pesqueiro, tendo em vista sua localização privilegiada para pesca. A área está distante 366 km de Fortaleza. Seus municípios limítrofes são Bela Cruz, Bitupitá, Acaraú, Granja e Chaval, e é banhado pelo Oceano Atlântico.

Com a concessão, o local precisará atender às necessidades básicas do setor produtivo de pesca, já que toda a estrutura do empreendimento foi pensada para essa finalidade. O espaço, com 6.542,44 metros quadrados, foi concebido para comercialização, armazenagem em câmaras frigoríficas, manuseio e triagem de pescado.

O local possui um reservatório para 300 mil litros de água, combustível, uma fábrica de gelo, auditório e vestiários. Além disso, também dispõe de espaço para ampliação do cais e da estação de efluentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.