Agricultura familiar gera emprego e renda no Centro Sul do estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Icó, localizado na macrorregião Centro Sul do Estado, é um dos dez municípios com maior número de estabelecimentos de agricultura familiar do Ceará, com cerca de 4.500 estabelecimentos. Os dados são do Censo Agropecuário de 2017, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

A agricultura  familiar também  é  uma  realidade no município vizinho, Iguatu, onde a atividade de agricultura irrigada tem expressiva participação no desenvolvimento econômico e social das famílias do meio rural e também é responsável pelo abastecimento de boa parte das entidades públicas e privadas.

No Ceará, cerca de 90% dos estabelecimentos agrícolas são classificados como de agricultura familiar. Um dos municípios favorecidos com essa produção é Iguatu, com uma produção significativa de   lavouras   permanentes  e   temporárias,   cooperando   com   o abastecimento dos estabelecimentos do próprio município e outras regiões. 

Em 2020, o município alcançou a quantidade de 3 mil hectares de área colhida de feijão, com produção de cerca de 3 mil toneladas da leguminosa. Na pecuária, o principal rebanho é o de galináceos, com 460 mil cabeças em 2020, seguido do rebanho de bovinos, com efetivo de 60 mil cabeças, de acordo com levantamento do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE). 

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário de Iguatu, em 2021 o município alcançou a marca histórica de cerca de 850 hectares cultivados de arroz irrigado e uma produção média de 8 toneladas por hectare

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.