Polo tecnológico de Quixadá atrai desenvolvimento do setor de TICs no Sertão Central 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conhecida como a terra dos monólitos, Quixadá é cartão postal do Sertão Central. Para agregar ao município um propósito ainda maior, empresários têm conduzido ações que visam transformar o município em um polo de desenvolvimento tecnológico, atraindo o investimento de grandes nomes do setor da tecnologia da inovação do País. Por meio dessa iniciativa, tem sido impulsionada a geração de emprego e renda, promovendo mais desenvolvimento econômico da macrorregião.

Por meio da formação de parcerias que visam firmar em Quixadá projetos na linha tecnológica, algumas iniciativas tem despertado a atenção de investidores graças ao desenvolvimento promovido na área tecnológica, por meio de instituições do ensino superior na cidade, que atualmente é reconhecida como um dos maiores polos universitários do interior do estado. Com o campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da UniCatólica instalados no município, Quixadá dispõe de nove cursos na área da tecnologia.

O foco na construção de um ecossistema tecnológico na macrorregião é atrair empresas que trabalham a tecnologia, especialmente a tecnologia da informação, para gerar emprego e renda a partir do potencial que tem o município. Foi lançado, em 2021, o programa Pontes de Oportunidades para Desenvolvimento” (Pode), uma iniciativa criada pelo deputado estadual Salmito Filho (PDT) que busca construir parcerias com empresas da região do município para geração de empregos na área.

Além da parceria entre o poder público e a iniciativa privada, o projeto articula ainda atuar conjuntamente com instituições de ensino que ofertam cursos relacionados a TI na região. O principal objetivo é fomentar o desenvolvimento regional, evitando a necessidade dos profissionais buscarem empregos em outras localidades do Ceará.

O “Pode” terá como foco apresentar suas principais propostas para alunos, egressos e professores da área de TI, especialmente da Universidade Federal do Ceará-Campus Quixadá e do Centro Universitário Católica de Quixadá, conforme informe de divulgação do evento. A primeira ação do programa foi encabeçada pela empresa V360, uma startup do setor de financeiro, que realizou a seleção de alguns profissionais da região.

Quixadá conta, desde 2017, com o Parque Tecnológico da Universidade Federal do Ceará (PARTEC/UFC), criado para atrair empresas de base tecnológica e estimular a cultura de inovação e empreendedorismo de alunos e professores da Universidade. A finalidade é que, por meio da associação com as empresas e startups, sejam desenvolvidos produtos e processos tecnológicos para atender as demandas atuais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.