O Sertão Sobralense na rota turística do Estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

No roteiro turístico do Ceará, a macrorregião do Sertão de Sobral reúne um rico potencial que contempla desde o turismo religioso, de eventos, negócios, científico, ecoturismo e sobretudo o turismo cultural. De acordo com dados do Núcleo de Economia/FIEC a partir de dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2015, o município de Sobral tem participação de 2% no emprego formal neste setor do Ceará

Uma das propostas de curto prazo apresentadas pela iniciativa “Rotas Estratégicas Setoriais da FIEC – 2025” é, inclusive, a criação de uma rota de conexão entre cidades históricas do Ceará que inclua o município de Sobral, que data de 1841. Tradição e modernidade, história e natureza são alguns dos atrativos do vasto patrimônio artístico, cultural, arquitetônico e político da macrorregião, formada por 18 municípios.

A Secretaria de Cultura e Turismo de Sobral (Secult) tem feito uma série de esforços para estabelecer a macrorregião como um destino turístico, a exemplo da recente criação de um Centro de Referência do Turismo no município. A ideia é que o local seja ponto de partida para conhecer a região, seu artesanato, seu patrimônio cultural e seu mapa turístico.

De acordo com dados da Secult – Sobral, todos os equipamentos culturais localizados no município receberam, entre 2019 e 2020, mais de 36 mil visitantes. O município tem como destaque, na sede, o turismo cultural – em razão do seu conjunto arquitetônico e urbanístico, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1999. Na zona rural do município, o ecoturismo ganha evidência, proporcionado pelas características geoambientais dominantes: os domínios naturais dos sertões, das serras úmidas e secas e da planície ribeirinha.

Turismo de Base Comunitária

De acordo com Rachel Rodrigues, gerente de Fomento ao Turismo e Economia Criativa da Secretaria da Cultura e Turismo de Sobral, a pasta está planejando ações, em parceria com o Sebrae, para desenvolvimento de rotas turísticas e turismo comunitário nos distritos de Sobral. A proposta é trabalhar o turismo comunitário e o ecoturismo nos distritos com o potencial de inscrições rupestres, fontes de águas termais, além da Unidade de Conservação Pedra da Andorinha, que é o refúgio de animais silvestres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.